Procon dá orientações sobre revisão de contrato de transporte escolar

Procon dá orientações sobre revisão de contrato de transporte escolar

Após dar orientações para a negociação entre pais e escolas particulares sobre as mensalidades, durante a quarentena, o Procon-MG agora apresenta uma nota técnica com recomendações para consumidores e empresas do transporte escolar.

No texto, é estipulado um prazo de dez dias para que os transportadores enviem uma “proposta de revisão contratual, para vigorar no período de suspensão do transporte escolar”, para análise e concordância. Até o momento, não há previsão para o retorno das aulas nas redes pública e particular de ensino.

De acordo com o órgão do Ministério Público (MP), na proposta enviada pelo prestador devem constar as despesas inicialmente previstas e as não realizadas durante a pandemia, com as necessárias comprovações. O prazo de resposta para os consumidores também deve ser de dez dias.

O consumidor poderá rescindir o contrato, caso não concorde com a revisão contratual. Segundo o texto, “sendo motivada por caso fortuito ou de força maior, ocorrido posteriormente à realização da avença, não pode ser considerada como inadimplemento contratual, e, assim, nada podendo ser cobrado a esse título”.

Se houver a rescisão, e um novo contrato for realizado, as bases do acordo anterior não devem, necessariamente, ser consideradas.

Outras Notícias

BOLETIM INFORMATIVO 17/01/2021 - OLIVEIRA REGISTRA MAIS UM ÓBITO!

É com grande pesar que informamos o falecimento de um homem de 78 anos, que estava internado no Hospital São Judas Ta...

Secretaria Municipal de Saúde está preparada para realizar a vacinação em Oliveira

Após técnicos da Anvisa aprovar uso emergencial das vacinas Coronavac e de Oxford, o Secretário Municipal de Saúde de...